Poetas
Biografias e Poesias
:: Terra da Promissão
:: Moreninha Risonha
:: Veraneio
:: Prece
:: Velho Tronco
:: Figueira Velha
:: O Itarirú
:: Entardecer
:: Cromo
:: Viagem Maravilhosa
:: Cromo II
:: Saudades do Mar
:: Serpentina

Nilo Soares Ferreira
Antonio Pedro de Jesus
Colombina
Antonio Bruno
Paulo Bomfim
Biered

 

 

 

Cromo II
Pedrinha

Repica o sino da Igreja
Delém-dem, delem, dem, dem
Chamando os fiés à Missa
Na Igreja de Itanhaém.

Andorinhas assustadas
Esvoaçam num vai e vem
Pois têm seus ninhos na torre,
Da Igreja de Itanhaém

Descendo a ingreme encosta,
É um frei bondoso que vem
Prara rezar sua missa,
Com o povo de Itanhaém.

A igreja tão descorada
Quase pintura não tem.
Está velhinha, coitada,
Como a velha Itanhaém.

 
 
PÁGINA
INICIAL
FALE
CONOSCO
É  ZWARG ?
CADASTRE-SE
MÚSICAS DO
LITORAL
LITORAL SUL
EM 1920
ITANHAEN
ANTIGA
FAMÍLIA
MUSICAL
ARTIGOS
AMBIENTAIS